Que Medicamento é Esse?: Adenosina

Que Medicamento é Esse?: Adenosina

A adenosina ou Adenocard (Nome Comercial) é um antiarrítmico cardíaco, sendo indicado para o tratamento da taquicardia supraventricular paroxística.

Como Funciona?

O Adenocard é um medicamento que tem na sua composição Adenosina, um composto com ação no músculo do coração e no sistema de condução.

Adenocard é assim capaz de tratar os batimentos cardíacos irregulares, também conhecidos por arritmias.

É muito utilizada por via endovenosa para reversão de taquiarritmias com QRS estreito ou como agente farmacológico para causar estresse em determinados exames complementares.

Os Efeitos Colaterais

Alguns dos efeitos colaterais incluem dor ou pressão no peito, alteração dos batimentos cardíacos, visão embaçada e alteração do pensamento, desmaio, tontura, dor na garganta, dor ou rigidez no pescoço ou queixo.

Quando é Contraindicado?

Em pacientes com pressão baixa, doenças ou problemas de coração e para pacientes com alergia à Adenosina ou a outros componentes da fórmula.

Os Cuidados de Enfermagem

  • A medicação deve ser administrada exatamente conforme recomendado e o tratamento não deve ser interrompido, sem o conhecimento do médico, ainda que o paciente alcance melhoras.
  • Informe ao paciente as  reações adversas mais freqüentemente relacionadas ao uso da medicação e que, diante a ocorrência de qualquer uma delas. Principalmente rubor facial, diminuição da respiração ou tontura, como também aquelas incomuns ou intoleráveis, o médico deverá ser comunicado imediatamente.
  • Recomende que o paciente mude lentamente de posição para minimizar a hipotensão postural, durante a terapia. As doses >12mg diminuem a PA devido a redução da resistência vascular periférica.
  • Os resultados de alguns ensaios clínicos revelaram que mais da metade dos pacientes apresentam novas arritmias.
  • Pode causar cefaleia ou desmaio. Recomende que o paciente solicite auxílio para sua deambulação ou seu transporte, para prevenir quedas e possíveis fraturas, como também que evite atividades que requerem estado de alerta, durante a terapia.
  • Recomende ao paciente que evite o uso de qualquer outra droga ou medicação, sem o conhecimento do médico, durante a terapia.
  • Interações Medicamentosas: atenção durante uso concomitante com outras drogas.
  • IV: infunda rapidamente; administre direta e rapidamente na veia; dilua em soro fisiológico 0,9% para que a droga alcance a circulação sistêmica; quando a solução está fria, pode haver formação de cristais.
  • Se os cristais estiverem visíveis, aqueça levemente a solução em temperatura ambiente.
  • Se a solução não estiver clara, não use a droga!
Anúncios