O uso dos Medicamentos Fotossensíveis

medicamentosfotossensiveis.png

A fotólise ou fotodegradação é uma reação catalisada pela luz. Uma variedade de mecanismos de decomposição pode ocorrer desde a absorção da radiação energética, sendo mais prejudicial quando a energia concentrada nas ligações químicas é suficiente para decompor ou rearranjar uma entidade química nova. Entre os fármacos mais susceptíveis de sofrerem fotodegradação incluem-se a Anfotericina B, a Furosemida, a Dacarbazina, o Cloridrato de Doxorrubicina, o Nitroprussiato de Sódio, a Vitamina A, a Vitamina K, as Vitaminas do Complexo B, a Adriamicina, a Cisplatina ou a Daunomicina.

A radiação de maior comprimento de onda é a mais deletéria, conseqüentemente a luz ultravioleta é mais deletéria que a visível, e a luz direta é mais prejudicial que a luz fluorescente. O melhor método para evitar este problema será o uso de papel de alumínio, plástico, âmbar ou outro invólucro opaco, revestindo o contentor de forma a impedir a penetração de luz.

Principais Medicamentos Fotossensíveis

Medicamentos que devem ser mantidos ao abrigo da Luz:

-Ácido ascórbico;
-Anfotericina B;
-Cloridrato de Naloxona;
-Diazepam;
-Dipirona;
-Epinefrina;
-Fentanila;
-Fitomenadiona;
-Furosemida;
-Haloperidol;
-Halotano;
-Indometacina;
-Isoniazida;
-Levomepromazina;
-Metildopa;
-Metronidazol;
-Morfina;
-Nifedipina;
-Nistatina;
-Nitrato de prata 1%;
-Nitroglicerina;
-Nitroprussiato de sódio;
-Norepinefrina;
-Omeprazol;
-Paracetamol;
-Meperidina;
-Piridoxina;
-Pririmetamina;
-Prometazina;
-Rifampicina;
-Polimixina B;
-Sulfentanila;
-Vitamina do Complexo B;
-Warfarina sódica

Anúncios