O Termômetro Esofágico

Este tópico contém resposta, possui 2 vozes e foi atualizado pela última vez por  Christiane Ribeiro 1 semana atrás.

  • Autor
    Posts
  • #16595

    Guilherme Alves
    Participante
    Ponto(s): 416

    O que é o Termômetro Esofágico? Como é feito a Inserção? Quem pode passar este tipo de dispositivo? Que cuidados devemos tomar?

  • #16597

    Christiane Ribeiro
    Mestre
    Ponto(s): 418

    Antes de responder esta pergunta, vamos aos primórdios dos fundamentos de enfermagem:

    A temperatura corporal pode ser obtida em diversos locais do corpo:

    Como:

    • axila;
    • nasofaringe;
    • esôfago;
    • reto;
    • membrana timpânica;
    • artéria temporal;
    • artéria pulmonar;
    • e bexiga.

    No entanto, apenas as medidas realizadas no tímpano, esôfago, nasofaringe e artéria pulmonar retratam com maior exatidão a temperatura chamada central. 

    Cabe ressaltar que algumas dessas formas de aferição não são indicadas para o paciente cirúrgico no intraoperatório, em virtude das necessidades específicas dos sujeitos submetidos ao procedimento anestésico-cirúrgico, que frequentemente são expostos à intubação, à manipulação de órgãos e espaços ou a posicionamentos específicos para garantir o sucesso da cirurgia em si.

    Mas quem passa este tipo de dispositivo?

    Frequentemente aqui no Brasil, a instalação destes dispositivos de aferição da temperatura central é realizada pelo médico anestesista ou pelo cirurgião. Porém, há um parecer no COREN, o PARECER COREN-SP CT 61/2013 onde cita que:

    “O procedimento de passagem de cateter esofágico para aferição de temperatura pode ser realizado por Enfermeiro devidamente capacitado para tal, no contexto do atendimento multiprofissional especializado. Esse procedimento deve estar previsto e documentado em protocolo assistencial da instituição de saúde.”, isso, mediante que, no ato de intercorrência como protocolo de hipotermia terapêutica pós parada cardiorrespiratória (PCR). 

    Então cabe ao caso consultar o POP da Instituição para este caso em específico.

    Alguns cuidados Específicos com este termômetro:

    Sendo semelhante à passagem de uma Sonda Nasogástrica, devem-se tomar medidas parecidas com a mesma:

    • No caso da higienização:  A sonda esofágica deve ser esterilizada a cada uso.
    • Quando utilizar temperatura automática através de termômetro esofágico deve-se estar atento a diferença de valores de referência.
    • A sonda do termômetro esofágico deve ser fixada com fita adesiva, semelhantemente como uma SNG/SNE, e assim como a sonda nasogástrica e proceder à troca da fixação diariamente.
    • Ao encontrar valores alterados na sonda esofágica deve-se chegar o possível deslocamento da mesma.
    • E lembrando, que para ser realizada a leitura deve-se conectar este termômetro a um monitor multi parâmetro, assim a temperatura é mensurada continuamente pelo monitor.

     

Você deve fazer login para responder a este tópico.