Evitando Erros de Medicação: Medicamentos com Grafia e Som semelhantes

Erros de Medicação

Alguma vez você já ficou em dúvida sobre qual o nome do medicamento que está escrito na prescrição médica? Você tem certeza que o medicamento prescrito é realmente o que você está administrando?

Perceba como existe vários medicamentos com nomes parecidos, mas que muitas vezes tem efeito totalmente contrário.

Erros na escrita ou leitura dos produtos podem trazer sérios prejuízos ao paciente.

Toda e qualquer ação que se refere ao medicamento deve ser cautelosa, pois o erro poderá ser fatal. Mesmo os profissionais mais experientes estão sujeitos ao deslize. Uma das causas que pode provocar erros são os nomes dos medicamentos, por serem difíceis de entender, escrever e ler. Infelizmente, erros acontecem na prescrição, na dispensação e no próprio uso. A grande confusão pode acontecer com nomes parecidos. Alguns exemplos: haloperidol e alopurinol; prednisona e prednisolona; aminofilina e amoxicilina; clorpromazina, clomipramina e clorpropamida.

Para se evitar problemas, existe um registro oficial de nomes de substâncias usadas como medicamentos. A Denominação Comum Brasileira (DCB) é a forma correta de se escrever em português uma substância medicamentosa. Ela é derivada de outra lista oficial, a Denominação Comum Internacional ou International Nonproprietary Names elaborada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Segue uma tabela com alguma das medicações que mais causam confusão na hora da interpretação:

Alopurinol – Antigotoso Haloperidol – Neuroléptico
Cefuroxima – Cefalosporina 2ªGeração Cefotaxima – Cefalosporina 3ª Geração
Cefoxitina – Cefalosporina 2ªGeração Cefotaxima – Cefalosporina 3ª Geração
Ácido Fólico – Antianêmico Ácido Folínico – Antianêmico
Diamox – Diurético Diabinese – Agente Antidiabético
Celebrex – Inibidor da COX 2 Celexa – Antidepressivo
Quinina – Antimalárico Quinidina – Antiarrítmico
Eranz – Anticolinesterásico Invanz -Antimicrobiano Carbapenêmico
Vimblastina – Agente Antineoplásico Vincristinana – Agente Antineoplásico
Sulfadiazina -Antimicrobiano Sulfa  Sulfassalazina – Antimicrobiano Sulfa
Feldene – AINE sistêmico Teldane – Antihistamínico H1
Necamin – Antihelmintico Novamin – Antimicrobiano Aminoglicosídeo
Losec – Antiulceroso Lasix – Diurético
Retemic – Antiespasmódico Urinário Renitec – Anti-Hipertensivo
Vimblastina – Agente Antineoplásico  Vincristinana – Agente Antineoplásico
Salcep – Descongestionante nasal Cellcept – Imunossupressor
Oxapen – Antimicrobiano Penicilina Oxigen – Anti-Hipertensivo
Amiobal – Antiarrítmico Anlodibal – Anti-Hipertensivo
Floratil – Antidiarréico Foradil – Broncodilatador
Scaflan – AINE sistêmico Teflan – AINE sistêmico
Cetaz – Cefalosporina 3ª Geração Cemax – Cefalosporina 4ª Geração
Seloken – Anti-Hipertensivo Seroquel – Neuroléptico
Fortaz – Cefalosporina 3ª Geração For Gas – Antifisético
Dorless – Analgésico opióide (tramal) Dornot – Analgésico opióide(petidina)

Não administre nada em caso de dúvidas! Tire todas as dúvidas relacionadas aos fármacos que não correspondem conforme a prescrição médica com o Enfermeiro da unidade, com o médico responsável pelo paciente ou até mesmo ao farmacêutico disponível no hospital. Realize sempre a dupla checagem e leia a embalagem dos medicamentos!

Anúncios