Diabetes Mellitus Tipo 1

diabetes1.png

diabetes tipo 1, também chamado de diabetes mellitus tipo 1, aparece – normalmente – na infância ou na adolescência, mas claro que pode ser diagnosticada em adultos também. Entre 5% e 10% das pessoas possuem o tipo 1 de diabetes.

A causa desse tipo é pela incapacidade do pâncreas em produzir e adequar a insulina adequada e suficientemente. Dessa forma, a glicose permanece no sangue e não é usada como energia.

Causas raras para a Diabetes do Tipo 1 existem:

  • Pancreatite,
  • Uso prolongado de esteroides, por exemplo,
  • Doenças – hemocromatose, câncer de pâncreas ou fibrose cística.

SINTOMAS E O DIAGNÓSTICO

Diferentemente do diabetes tipo 2, os sintomas do diabetes tipo 1 aparecem rapidamente!

Vontade frequente de urinar, emagrecimento e sede excessiva são os principais sintomas. Mas existem vários outros:

  • Fome frequente,
  • Fadiga,
  • Fraqueza,
  • Nervosismo,
  • Alterações de humor,
  • Náuseas,
  • Vômitos.

O diabetes mellitus tipo 1 pode se agravar? Sim, e muito! Se o diagnóstico for tardio, o corpo começará a quebrar gorduras e músculos para gerar energia, pois as células não conseguirão glicose necessária para produzir energia suficiente.

Geralmente, o diagnóstico é realizado através de exame de sangue – glicemia de jejum – e Curva Glicêmica – exame oral de tolerância à glicose.

TRATAMENTO DO DIABETES TIPO 1

O tratamento do diabetes mellitus tipo 1 é realizado através do uso diário de insulina (que pode ser injetável ou em comprimidos) – com o objetivo de manter os níveis de açúcar no sangue apropriados.

Como não tem cura, a pessoa deve aprender a conviver com a doença. Por isso, é essencial uma alimentação saudável, isenta de açúcar e com poucos carboidratos.

Não esquecendo que praticar atividades físicas leves (por exemplo, natação ou caminhada) também devem se tornar prioridades na vida do diabético.

Tratar a doença devidamente evita que complicações apareçam!

Anúncios