Desinfecção de Artigos Hospitalares

Desinfecção

A Desinfecção Hospitalar, como veremos, é de extrema importância para que o técnico de enfermagem saiba distinguir os tipos e suas definições,  pois além de ser um assunto que muito cai em provas e concursos e também provas práticas em hospitais, o técnico de enfermagem trabalha em cima da prevenção e do controle de infecção hospitalar em geral, exercendo a limpeza dos artigos não críticos e semi-críticos com os produtos certos a serem utilizados, podendo ser de vários níveis e com vários tipos de desinfetantes, e o processo pode ser afetado por vários fatores como:

– limpeza prévia do material mal executada;
-tempo curto de exposição ao germicida;
-concentração da solução germicida alterada (diluída, por exemplo);
-temperatura e pH do processo.

Dependendo da necessidade, vários graus ou níveis de desinfecção podem ser obtidos, seja com substâncias diferentes, seja com a mesma substância, porém, com métodos diferentes (maior tempo de exposição, concentração do produto, etc.) ou, então, utilizando processos diferentes.

A desinfecção pode ser classificada em:

-Baixo Nível
-Médio Nível
-Alto Nível
-Não Definido
-Mista

Desinfecção de Baixo Nível

– São destruídas as bactérias em forma vegetativa. alguns vírus e alguns fungos.
– Sobrevivem a este método Mycobacterium tuberculosis. esporas bacterianos, vírus da hepatite B (H BV) e os vírus lentos.

Soluções germicidas de baixo nível:

– álcool etílico, n-propílico e isopropílico, hipoclorito de sódio (dependente da concentração).
– quaternário de amônia.

Observação:
– Iodóforos, disponíveis apenas como antissépticos.
– A concentração da solução e o tempo de exposição são fatores importantes.

Desinfecção de Médio Nível

-Igual às soluções de baixo nível e ação também em M. tuberculosis, maioria do vírus (inclusive HBV) e a maioria dos fungos.
-Sobrevivem a esse método Mycobacterium intracelulare. os esporas bacterianos e os vírus lentos.

Soluções germicidas de médio nível:

-álcool etílico (70%) e isopropílico (92%). Hipoclorito de Sódio (dependente da concentração), fenólicos e iodóforos.

Observação:
A concentração da solução e o tempo de exposição à solução podem mudar a classificação para outra nível.

Desinfecção de Alto Nível

-São destruídas as bactérias, vírus, fungos e alguns esporos.
-Sobrevivem a esse método apenas alguns esporos bacterianos e os vírus lentos.

Soluções germicidas de alto nível:

-Hipoclorito de Sódio (dependente da concentração), Glutaraldeído, Solução de Peróxido de Hidrogênio, Cloro e compostos clorados, Ácido Peracético, Ortophtalaldeído, Água Superoxidada.

Observação:

Observação cuidadosa quanto ao tempo de exposição e temperatura ambiente são importantes em muitas das soluções.

Não Definido

Agrupam-se aqui alguns métodos que incluem: passar a ferra (calor seco). água fervente (30 minutos). pastilhas de formaldeído. O nível de desinfecção é dependente do grau de temperatura e concentração de germicidas durante o processo.

Mista ou Limpeza e Desinfecção Combinadas

Existe um grupo de equipamentos que combinam limpeza e desinfecção: máquinas de lavar louça, de lavar roupa (aquecidas). desinfetadoras aquecidas. de limpeza com jatos de vapor. com temperaturas que variam de 60°C a 90°C.

Desinfetantes

1. Álcool
2. Hipoclorito de Sódio
3. lodóforos
4. Fenólicos
5. Quaternários de Amônia
6. Formaldeído
7. Glutaraldeído
8. Peróxido de Hidrogênio
9. Ácido Peracético
10. Ácido Peracético + Peróxido de Hidrogênio
11. Orthophtalaldeído
12. Agua Superoxidada

Como instrução geral é importante conhecer sobre o desinfetante (ou germicida) se:

-a matéria orgânica causa ação ou inativação na solução;
-espectro de ação;
-tempo de ação;
-sofre ou não ação da luz;
-a solução se evapora em recipiente sem tampa ou não;
-toxicidade;
-prazo de validade da solução após a diluição;
-deixa ou não resíduos sobre os materiais ou superfícies;
-há necessidade de uso de luvas e máscaras no preparo e utilização.

Anúncios