Características Exsudativas das Lesões

exsudato.png

O Exsudato, deriva da palavra latina exsudare, que significa suar. Considero muito didática e elegante a ideia de que os capilares estariam suando, eliminando “suor”. A produção do exsudato é parte normal no processo de cicatrização das feridas e que é formado essencialmente de sangue do qual foram filtradas as plaquetas e os glóbulos vermelhos.

O exsudato apresenta variações na sua aparência, consistência e volume de acordo com a etiologia da ferida e com uma série de outros fatores, entre eles a invasão bacteriana.

Em resumo podemos dizer que EXSUDATO É O FLUIDO PROVENIENTE DE UMA FERIDA. 

Sabemos hoje que o exsudato desempenha um papel fundamental no processo de cicatrização das lesões crônicas, seja ela para o bem ou para o mal.

Para o bem: – o exsudato mantém o ambiente úmido na ferida. Ambiente este que propicia a migração e a movimentação das células, como também facilita as trocas necessárias para a sucesso da quimiotaxia.

Para o mal: – os mais visíveis efeitos negativos do exsudato excessivo e mal controlado são os danos e os problemas que provoca na pele do entorno das feridas: maceração e agravamento do eczema são os mais frequentes. E uma pele macerada se torna vulnerável, permitindo a expansão da ferida.

Características Exsudativas

–  Seroso: Origina do soro sanguíneo e secreções de células. É observado nas fases de desenvolvimento da maioria das reações inflamatórias agudas e é encontrada nos estágios precoces da infecção bacteriana. Tem coloração clara.

–  Sanguinolenta: Indica sangue ativo decorrente da ruptura de vasos. Tem coloração vermelho vivo.

–  Serosanguinolenta: Mistura de seroso com sanguinolento. Ocorre em inflamações. Tem coloração vermelho claro, “aguado” para róseo.

 Purulenta: Ocorre  em infecções. Tem coloração amarelada, esverdeada, marrom, podendo ter um odor fétido.

–  Seropurulenta: Mistura de seroso com purulento. Ocorre em infecções. Tem coloração amarelo opaco, fino esbranquiçado.

– Fibrinosa: É o extravasamento de grande quantidade de proteínas plasmáticas, incluindo o fibrinogênio, e a participação de grandes massas de fibrina.

Anotando as Características em Relatório de Enfermagem

O tipo de exsudato deve ser colocado no relatório de enfermagem, identificando os seguintes pontos:

–   Tipo;

–  Quantidade:  Exemplos – Ausente, mínima, moderada, grande;

–  Cor;

–  Odor;

– Consistência.

Anúncios