Opinião

10 coisas que somente as Enfermeiras, Técnicas e Auxiliares de Enfermagem baixinhas entendem!

baixinhas.png

Um dos nossos maiores desafios, como baixinhas e da área da Enfermagem, é sempre relutar à se obter as coisas do nosso cotidiano, em formas que são padronizadas para pessoas de estatura maior. Coisas do nosso dia a dia, como alcançar as prateleiras mega altas, se esticar toda para alcançar o paciente, e até usar aquelas roupas privativas que são extremamente largas… entendemos sua dor! (risos).

Pois então lancei os 10 itens do nosso cotidiano (para descontrair) , pois que muitos não sabem, o que é passar por um “perrengue” no nosso dia a dia, quando temos que adaptar as coisas à nossa altura – de um certo modo – para que possamos trabalhar “em paz”.

1. Ter que ajustar todos os suportes de soro para alcançar as bolsas de medicações! Que baixinha que nunca sofreu ter que alcançar aquelas coisas todas lá no alto? Já tentamos ficar de ponta nos pés, e diversas vezes ter que pegar um banquinho ou a escadinha para alcançar as mesmas.

2. Fazer massagem cardíaca nas pontas dos pés! Na hora da correria não tem como sair correndo atrás de uma escada! Ou é ficar na ponta do pé ou subir no leito do paciente e começar a massagear!

3. Empurrar um carrinho enorme de medicações pelo corredor, e tentar olhar quem está na frente! Quem já não saiu com um carrinho cheio de medicação e de lençóis sem poder enxergar à frente, sabe o que estou falando.

4. Alcançar os monitores cardíacos lá no alto? Nem pensar! Que dificuldade de pressionar qualquer botão! A UTI é feita somente de gigantes? (Risos), é bem agoniante quando não consigo alcançar o monitor para verificar a pressão.

5. Esticar seu corpo através de uma cama bariátrica para chegar ao seu paciente! Que baixinha já não teve dificuldade de manusear o paciente naquelas camas enormes..

6. Quando vou transferir o paciente de uma cama para outra, sempre acabo tendo que subir na cama! Isso é fato. É impossível, que uma baixinha consiga puxar o paciente sem alcançá-lo direito. Ou você sobe na cama, ou fica de fora!

7. Quando sou baixinha e o paciente é alto demais para eu ajudá-lo a passar para o leito! Você já se deparou quando você é menor que o paciente, e precisa carregá-lo ao leito? Sim! Mas temos que ter muita força para ajudá-lo a se posicionar.

8. Quando vou usar um capote de pano enorme em mim, e saio tropeçando pelos corredores! Mas pelo menos estou protegida! Sim, os capotes são em tamanhos únicos, ou seja, você acaba usando um vestido longo em vez de um capote (Risos).

9. Quando vou usar roupa privativa que somente disponibilizam de tamanhos extra grandes.. Consigo colecionar mais bactérias na bainha da calça do que nas próprias luvas! Pra quem usar roupa privativa, sabe o que é. Quando não tem disponíveis tamanhos menores, nós temos sempre que pegar os maiores… e ficam esquisitos! Pode até dobrar a bainha, mas sempre ficará arrastando no chão!

10. Já ouvi dizer “Quanto mais baixinho mais perto dos odores fica”…! Convenhamos, pode até ser que sim.. Mas todos nós estamos sujeito à isso!

O que você acrescentaria mais na lista?

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.