Opinião

Somos profissionais e não juizes!

No programa Encontro da Fátima Bernardes, da Rede Globo desta quinta-feira 17/11/16, foi perguntado aos entrevistados e auditório, quem eles salvariam primeiro: O policial levemente ferido ou o traficante gravemente ferido.

A maioria, 7 pessoas contra 1 escolheram o traficante. Muitos estão achando um absurdo a escolha do traficante. Não sei você, que não é profissional de saúde e não entende NADA de triagem, classificação de risco ou algo parecido, mas nós (profissionais) atuamos para atender PESSOAS, independentemente da sua situação/posição dentro da sociedade.

Temos um Código de Ética (Resolução 311/2007) e uma Lei do Exercício Profissional (Lei 7498/86) a cumprir. Se eu tenho duas vítimas e naquele momento só posso atender uma, é óbvio que vou atender aquele com maior risco de morte ou com lesões potencialmente fatais.

Que fique claro: SOMOS PROFISSIONAIS E NÃO JUÍZES!

Sou um técnico de enfermagem, que atua na área há 8 anos, dentro de uma Uti/cti. Sou a Idealizadora do blog, ilustradora e blogueira nas horas vagas.
Nos tempos livres dedico à ilustrações da saúde para estudantes e profissionais.

Anúncios

1 resposta »

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.