Histórias

Mais um ano de vida

A humanização é uma das coisas mais importantes que fazem parte da enfermagem. Acho que em toda a área que se relaciona com a saúde, é uma peça fundamental. Tínhamos um paciente muito especial. Ele estava com agente havia meses, pois tratava de um câncer de intestino. Ainda não era uma fase grave, estava em tratamento de quimioterapia e ficou com nós por ter adquirido pneumonia.

Era um tratamento longo, ele chegava em seus altos e baixos. Quando sua imunidade abaixava, ele acabava pegando algumas infecções. Era triste, pois quando achávamos que estaria pronto para ir embora, acabavam cancelando.

Ele já era um senhor de idade, acamado. Dávamos banho e acompanhávamos a evolução de sua lesão por pressão no qual tinha na sua sacral. Estava ficando profundo, a cada dia, por ser diabético, tentávamos sempre amenizar a ferida trocando o curativo quase que periodicamente. Ele era muito bonzinho, nos ajudava muito, e  nunca deu trabalho.

Desde quando eu entrei neste setor, ele já estava lá por um grande período. Apenas acompanhei uma parte de sua história. Estava chegando seu aniversário, e sua esposa queria fazer uma pequena comemoração, mesmo com ele dentro de uma UTI.

Acho a humanização linda. Acho que isso é a essência de uma melhora drástica de um ser vivo. Fizemos questão de cantar parabéns no seu dia de aniversário, e trazer um pedaço pequeno de bolo favorito dele, que era chocolate com morango. Foi um dia atípico. Ele chorou de tanta felicidade, não imaginaria que iria ter uma comemoração. Aliás, ele dizia que nem se lembrava que era seu aniversário. Mas na minha mera opinião, pelas poucas atitudes e demonstrações, fazem a diferença.

Passava-se dias, semanas. Apesar de todo o nosso esforço e sua vontade de viver, adquiriu uma sepse grave e acabou falecendo, depois de ter comemorado mais um ano de vida. Era mais uma história que tínhamos testemunhado. Fiquei triste porque nem sempre tenho boas histórias com finais felizes, mas valeu pelo todo o esforço que tivemos para melhoria de seu conforto.

São histórias de superação, realidades. Ao trabalhar com isso, agente se depara com todos os tipos de situações. Pelo mais simples que seja, sempre faça algum ato bom para o próximo. Coisas foras do protocolo, podem até ser ruins para algumas instituições, mas ver o sorriso de um enfermo e o agradecendo por isso, vale mais que tudo.

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.