Histórias

Cada um com suas manias!

Quando você começa a trabalhar com muitas pessoas diferentes, começa a notar o jeito que elas fazem suas funções.  Umas gostam de ser bem estéticas em questão, outras ligam mais pelo conforto do paciente. Eu já sou bem sincero, gosto de dar o conforto. Vendo que o paciente ali está bem, isso que me importa. Claro que deixar o paciente impecável também faz parte do conforto, evitando ocasionar lesões por pressão. 

Confesso que no começo eu não ligava para a questão de estética como deixar os lençóis esticados, por exemplo. Na minha cabeça achava que somente deixar o paciente limpo era o suficiente. Mas com o tempo, fui sendo ensinado. 

Tive uma enfermeira que era assim. Ela pegava um pouco no pé da gente, que era novo no setor. Toda vez que eu estava no meio do meu banho, ela sempre gritava lá de longe “olha os lençóis esticados, hein!”. No começo não dava muita atenção, sempre achava que ela cismou comigo pelo fato de ser novo,e de que achava que não tinha noção de nada do que estava fazendo. Até um dia, que ela foi evoluir meus pacientes, parou do meu lado, no momento em que eu estava posicionando os lençóis, “você deve ter notado que tenho falado dos lençóis, não é? Pois bem. Deixa eu te explicar, a importância disso. Só quero te dar uma dica… Não é bronca nem nada. É sempre bom manter esses lençóis, móvel, bem esticados. Porque o maior índice de lesão e ocasionada na dorsal e sacral dos pacientes é causado pelo mal colocação dos mesmos.. E pela mudança de decúbito falha. Como eu sempre digo pros meus colaboradores: estica esse lençol de uma maneira que eu possa jogar uma moeda e que pule bem alto de tão esticada que está! E vire esses pacientes a cada duas horas, não esqueça!”

Foi aí que caiu minha ficha. Ela tinha razão. É um detalhe mínimo mas muito importante! Não importa o que faça no paciente, o mais importante é evitar ao máximo ocasionar lesões no paciente. Não adianta curar com remédios sendo que regrida em grandes feridas. E sobre a mudança de decúbito, anotado na minha caderneta! É recomendado mesmo mudar seu paciente a cada duas horas, para dar um descanso para as musculaturas e proeminências ósseas do corpo. Principalmente na cabeça. Pude notar alguns com uma bela lesão na occipital, que chegou até necrosar. É isso não se surge sozinho, sempre tem falha pela nossa parte! Por isso precisamos no atentar mais…

Tanto que logo após essa conversa, meus colegas de salão estavam perto e fizemos uma espécie de brincadeira: vamos brincar de avaliar os lençóis um do outro? Quem deixasse o mais bonito possível, pagávamos um café, uma vez por semana. 

Não é uma mania boba, é uma necessidade importante. Se fizéssemos isso sempre, ajudaria sim a evitar o tanto número de lesões por pressão em acamados. 

Anúncios

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.